Fotografia: DR

PJ deteve suspeito de pegar fogo a casa em Esporões

Concelho de Braga.

Nuno Cerqueira
6 Fev 2020

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 68 anos suspeito de ter ateado fogo à casa em que vivia em Esporões, Braga.

Em comunicado (ver aqui), a PJ, através do Departamento de Investigação Criminal de Braga, realizou várias diligências de investigação e deteve o presumível autor de um incêndio urbano em edifício habitacional como noticiou em primeira mão o Diário do Minho, ocorrido na madrugada do passado dia 30 de janeiro, em Esporões.

«O incêndio, de origem dolosa, teve início numa dependência da moradia onde o detido vivia, juntamente com outros familiares, um casal e as suas duas filhas, que ao se aperceberem do início do incêndio, solicitaram de imediato ajuda para o combate ao incêndio», referiu a PJ.

O incêndio só não atingiu outras dimensões devido à pronta ação dos Bombeiros Voluntários de Braga que extinguiram o fogo, impedindo a sua propagação à restante habitação.

«O detido, de 68 anos de idade, desempregado e residente na freguesia onde ocorreu o incêndio, fugiu logo após a deflagração para parte incerta, até ao dia de ontem, altura em que foi localizado nesta cidade de Braga», disse a PJ em comunicado.

Segundo a investigação, o homem atuou num quadro de vingança, tendo utilizado um produto inflamável e chama direta para deflagrar o incêndio.

«As diligências realizadas conduziram à detenção fora de flagrante delito do indivíduo, que vai ser hoje presente à autoridade judiciária competente, para sujeição a primeiro interrogatório de arguido detido e aplicação de medidas de coação», vaticina a PJ.

O Tribunal de Braga, como medida de coação, decretou «a proibição de se aproximar da casa onde vivia e de ir a freguesia de Esporões, mais apresentações semanais no posto policial da área de residência».





Notícias relacionadas


Scroll Up