Fotografia: Francisco de Assis

Milhares no último adeus a Paulo Gonçalves

O filho do piloto prometeu «ser forte» e que o pai será sempre o «herói». A filha deu conta da saudade que já aperta.

Redação
24 Jan 2020

Um mar de gente de todas as proveniências, credos, idades, profissões, desportistas das mais variadas modalidades, autoridades regionais e nacionais, religiosas e militares quis abraçar, esta tarde, familiares, amigos e colegas na pequena freguesia de Gemeses, para chorar e homenagear um «desportista e homem de eleição». Pode dizer-se que Portugal e o mundo uniram-se a Esposende naquele que foi o último adeus a Paulo Gonçalves.

A missa de corpo presente, presidida pelo Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, foi realizada na Igreja de Gemeses, que foi minúscula para a multidão. Por isso, foi montado um ecrã gigante para que os milhares que encheram o adro, o cemitério e toda a rua assistissem à cerimónia fúnebre.

 

 

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up