Fotografia: DR

Número de peregrinos que parte de Braga cresce 32 por cento

Dados do Gabinete de Imprensa da Catedral de Santiago divulgados ontem de Compostela dão nota que 786 pessoas iniciaram em Braga diferentes caminhos, mais 192 (32,3%) do que no ano anterior.

Redação/Rita Cunha
23 Jan 2020

O número de peregrinos que partiu de Braga tendo como destino Santiago de Compostela aumentou 32,3 por cento no ano passado, comparativamente com 2018. A Associação Caminho Jacobeu da Geira atribui esta subida ao «sucesso» do Caminho da Geira e dos Arrieiros, que liga as duas cidades na distância de 240 quilómetros.

Dados do Gabinete de Imprensa da Catedral de Santiago divulgados ontem de Compostela dão nota que 786 pessoas iniciaram em Braga diferentes caminhos, mais 192 (32,3 por cento) do que no ano anterior. No entanto, excluindo os que percorreram o novo itinerário, regista-se um decréscimo de 594 peregrinos em 2018 para 559 no ano passado (menos 35 ou menos 5,9 por cento).

Estes dados estatísticos, referentes aos peregrinos que receberam a Compostela – documento comprovativo do cumprimento da jornada -, significam que o Caminho da Geira e dos Arrieiros «contribuiu de forma decisiva para a subida registada, ao ser percorrido por 367 peregrinos em dez meses».

Segundo aquela fonte, a maioria dos peregrinos partiu de Braga (227), seguindo-se Castro Laboreiro (104), Entrimo e Ribadavia (com oito cada). Há ainda registo de peregrinos que começaram em Berán, Lóbios, Terras do Bouro, Gerês e Cortegada. Os portugueses constituem o maior grupo (80%), havendo ainda registo da passagem de italianos, suíços, franceses, brasileiros, polacos e holandeses.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up