Fotografia: Avelino Lima
População passa a ter acesso a biotrituradores para destruição de sobrantes

O principal objetivo do projeto “Cuidar Braga” é evitar as queimas e as queimadas.

Ana Marques Pinheiro
16 Jan 2020

A Câmara Municipal de Braga disponibiliza a partir de agora biotrituradores para os proprietários dos terrenos terem assim uma alternativa às queimas e queimadas na hora de tratar dos sobrantes florestais. 

A logística está a cargo das Juntas de Freguesia, que vão agilizar a deslocação do biotriturador para o local. Os resíduos transformam-se em adubo natural paras as terras, sendo que o problema passa a ser uma vantagem.

O equipamento pode ser utilizado de forma gratuita e destrói tudo o que é combustível nos terrenos como vegetação seca, ramos, entre outros.

Este projeto “Cuidar Braga” pretende sensibilizar os vidrados para a noção de boas práticas e para a necessidade de limpeza dos terrenos e prestar um serviço de apoio aos cidadãos na limpeza dos terrenos, reduzindo o uso do fogo na eliminação de sobrastes agrícolas. 

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up