Fotografia:

Trabalhadores da Somelos em Guimarães em greve por pagamento de salário em falta

Falta de pagamento do mês de dezembro.

Redação / Lusa
9 Jan 2020

Os trabalhadores da empresa têxtil Somelos, em Guimarães, estão em greve pela falta de pagamento do mês de dezembro, sendo que a empresa tem atualmente cerca de 120 colaboradores, disse hoje à Lusa fonte sindical.

A dirigente do Sindicato do Vestuário, Confeção e Têxtil da Região Norte Elisabete Costa afirmou que os trabalhadores estão dispostos a continuar a jornada de luta “até que tudo seja pago”.

Segundo a sindicalista, que referiu que o subsídio de Natal “está em dia”, a empresa apresentou uma proposta para pagar “de forma faseada” o montante em falta, que não foi aceite pelos trabalhadores.

A Lusa tentou contactar a administração da empresa mas até ao momento não foi possível.

“Os trabalhadores querem que seja tudo pago de uma vez e uma vez que o pré-aviso de greve é por tempo indeterminado, eles estão dispostos a continuar a greve”, disse.

Os trabalhadores estiveram hoje reunidos em frente à empresa e, segundo apontou Elisabete Costa, pretende reunir-se no início de cada turno.

“Eles estão dispostos a continuar. Estamos a falar de trabalhardes que ganham, na sua maioria, o salário mínimo nacional e precisam daquele dinheiro, “disse.

A Somelos foi fundada em 1958, dedicando-se à produção de fios e, posteriormente, à produção de tecidos de algodão. Em 1971 a empresa mudou seu nome para Indústrias Têxteis Somelos S.A e se transformou em uma corporação.





Notícias relacionadas


Scroll Up