Fotografia: DM

Alunos da Escola Dr. Francisco Sanches sensibilizados para o acolhimento de migrantes

Tertúlia sobre migração antecedeu a inauguração de uma exposição itinerante sobre o tema, a qual ficará temporariamente patente na escola.

Rita Cunha
3 Dez 2019

Os alunos de algumas turmas da EB 2,3 Dr. Francisco Sanches foram, esta manhã, o público-alvo de uma palestra sobre a migração na qual foram sensibilizados para a importância do acolhimento dos migrantes.

O painel, composto por responsáveis por instituições que lidam com estes casos, como a Cáritas Portuguesa, a Agência da ONU para Refugiados (ACNUR) e a Cruz Vermelha, deixou alguns alertas e apelou aos jovens para que tenham um papel ativo em todo este processo, começando desde logo na escola, onde lidam com colegas de várias nacionalidades.

«Vocês são homens e mulheres do mundo. Nós que temos uma verdadeira casa temos de estar aqui para os mais frágeis. Vocês hoje são a casa para muita gente. São vocês que integram estes jovens no recreio, que falam com eles. O professor apenas abre a porta da sala», disse Bernardino Silva, da ACNUR.

No final desta sessão, foi inaugurada na escola a exposição “Migrações e Desenvolvimento, da Cáritas, que pretende criar consciência da importância do acolhimento e tornar a viagem migratória numa experiência mais humana e digna, incentivando os mais novos a serem agentes principais desta integração.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up