Espaço do Diário do Minho

Nós e a gripe

29 Nov 2019
Isabel Veloso

Estamos no outono e rapidamente chega o inverno. Os dias são mais curtos, o frio é uma constante e, nestas alturas, pode aparecer a tão falada gripe. Neste artigo fique a saber o que é a gripe, os sintomas mais frequentes, como se transmite, o que deve fazer quando está com gripe e, sobretudo, que medidas deve adotar para a prevenir. 

O que é a gripe?

A gripe é uma doença contagiosa provocada por um vírus. É geralmente benigna, embora ocasionalmente possam ocorrer complicações graves.

Como se transmite?

A gripe transmite-se através de gotículas quando as pessoas tossem, falam ou espirram. Estas gotículas podem entrar na boca e no nariz das pessoas que se encontram próximas, ou até passar para os pulmões. É possível também apanhar gripe ao tocar num objeto ou numa superfície que contenha o vírus e de seguida tocar nos olhos, boca ou nariz.

Durante quanto tempo pode uma pessoa doente transmitir gripe?

O vírus da gripe pode ser transmitido um a dois dias antes da pessoa ficar doente, ou até cinco a sete dias após. Há pessoas que podem estar infetadas mas não adoecem, podendo no entanto contagiar outros.

Isto significa que se pode transmitir o vírus da gripe, não só quando este se manifesta, mas também na fase de incubação (tempo que decorre entre o momento em que uma pessoa é infetada e o aparecimento dos primeiros sintomas).

Quais são os sinais e os sintomas? 

Os sintomas mais frequentes da gripe são: febre, dores no corpo, calafrios, tosse, dor de garganta, fadiga, congestão nasal, entre outros. Nalguns casos poderá ocorrer vómitos e diarreias.

A doença é grave?

Geralmente a gripe não é uma doença muito grave. 

A gripe é habitualmente uma doença de curta duração, com sintomas de intensidade ligeira ou moderada e evolução benigna, sendo que a recuperação completa demora cerca de uma a duas semanas. Nos grupos de risco a recuperação pode ser mais longa e o risco de problemas e complicações é maior. 

As pessoas com maior risco de ficar gravemente doentes são:

– Pessoas com idade superior a 65 anos;

– Crianças com idade inferior a 5 anos, em particular as menores de 2 anos;

– Pessoas com doenças crónicas (asma, diabetes, doenças cardíacas);

– Grávidas;

– Pessoas imunodeprimidas;

– Pessoas com excesso de peso.

Como pode prevenir a doença?

  1.  1. Vacinar-se contra a gripe é o passo inicial e mais importante para se proteger. A vacinação está recomendada para os grupos de risco referidos anteriormente e ainda para os profissionais de saúde.
  2.  2. Tome medidas para prevenir a propagação dos microrganismos que causam doenças respiratórias:

– Cubra a boca e nariz com um lenço ao tossir e espirrar, ou faça-o com o braço;

– Lave as mãos frequentemente com água e sabão;

– Evite tocar com as mãos nos olhos e nariz;

– Evite o contacto com pessoas doentes;

– Evite permanecer em locais fechados e com grande concentração de pessoas

3. Alimente-se e hidrate-se convenientemente. Coma alimentos ricos em vitaminas e sais minerais, que protegem contra infecções.

Se ficou doente, com sintomas de gripe, fique em casa até pelo menos 24 horas após ter passado a febre. A maioria das pessoas pode recuperar da gripe em casa, sem necessidade de receber atenção médica. Se tiver dúvidas, e em caso de necessidade, ligue para a Linha Saúde 24: 808 24 24 24.

Se recorrer aos Serviços de Saúde, pode ser pedido que utilize uma máscara.

Promova as medidas para prevenir a propagação dos microrganismos. E não se esqueça: hidrate-se convenientemente, beba água, chá e sumos. Cuide de si!

*Programa de Prevenção e Controlo de Infeções e Resistência aos Antimicrobianos



Mais de Isabel Veloso


Scroll Up