Fotografia: Avelino Lima

Uso de sacos de pano reduz 500 toneladas de lixos por ano

A ideia de aplicar o modelo da economia circular aos sacos de uso para as compras diárias nasceu no seio do Instituto de Reinserção e Integração Social. O projeto alargou-se a várias IPSS, que apostam agora na conquista de uma dimensão nacional.

Joaquim Martins Fernandes
20 Nov 2019

A utilização diária de sacos de pano em substituição dos sacos de plástico ou de papel gera uma poupança de resíduos anual de 500 toneladas no concelho de Braga.
Os números foram avançados ontem pelo diretor geral da Associação Comercial de Braga, Rui Marques, no âmbito de uma ação de sensibilização dos bracarenses para hábitos de consumo que reduzam a produção de lixo e que também envolve a Câmara Municipal.
Reduz. Reutiliza. Recicla. Repete. É a mensagem central da campanha lançada hoje pela Câmara Municipal de Braga e pela Associação Comercial de Braga (ACB) junto dos comerciantes. A ação consistiu na oferta simbólica de sugestivos sacos de pano confecionados nas Instituições Particulares de Solidariedade Social e que a autarquia e a ACB pretendem que passem a ter uma utilização generalizada pelo comércio tradicional e pelos bracarenses.
«Grande parte do trabalho de produção é realizado por Instituições Particulares de Solidariedade Social, algumas das quais têm atividade centradas em pessoas portadoras de deficiência», disse o vereador do Ambiente da Câmara Municipal de Braga, Altino Bessa, dando nota que as instituições têm também na venda dos sacos ao comércio uma fonte de receita».
[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up