Fotografia: DR

«Há pessoas a pedir ajudar para conseguir pagar a renda de casa»

De 19 a 23 de novembro decorre “feirinha solidária” nos Congregados.

Nuno Cerqueira
18 Nov 2019

«Cada vez somos mais procurados para pedidos de ajuda nas rendas da casa», dá conta Bernardete Sepúlveda, responsável da Equipa Sócio-Caritativa do Congregados (ESCC), em Braga, que entre o dia 19 de novembro (amanhã) e o dia 23 monta uma “feirinha” na Basílica dos Congregados para angariar fundos.

«O objetivo é conseguirmos fazer face às despesas que temos relativamente à área sócio caritativa», refere Bernardete Sepúlveda.

A ESCC dá ajuda, em média, a mais de 70 famílias por mês e muitos vêm da «pobreza envergonhada», diz Bernardete Sepúlveda, que vê cada vez mais gente com empregos precários, ou recibos verdes, à procura de ajuda.

«Há pessoas que não estão a conseguir pagar a renda da casa. Até porque estão ao sofrer pressões para abandonar as casas nos casos das rendas mais baixas», destaca.

A ESCC dá não só ajuda na área alimentar, através do Banco Alimentar, mas também em vestuário e até ajudam a pagar pequenas contas, como luz, água ou gás.

«Mas também ajudamos na farmácia ou receitas de óculos. Tentamos ajudar pessoas que de um momento para o outro ficam aflitas com as contas. Situação que nos deixa também com as nossas contas aflitas. Daí esta feirinha», refere a responsável pela ESCC.

Em termos alimentares a ESCC dá ajuda a 63 famílias e atende cerca de 20 senhas por semana para casos pontuais.

Na “feirinha” tem um pouco de tudo a preços de “ajuda”.

«As pessoas podem comprar licores, compotas, vestuário, bordados ou loiça», frisa Bernardete Sepúlveda que convida «a comunidade bracarense a passar pelos Congregados para ajudar o próximo».





Notícias relacionadas


Scroll Up