Fotografia: Jorge Oliveira

Trasladação «dá novo impulso» à causa da canonização de D. António Barroso

Arcebispo de Braga presidiu à cerimónia de trasladação dos restos mortais do antigo bispo do Porto do cemitério de Remelhe para a igreja paroquial

Jorge Oliveira
17 Nov 2019

A igreja paroquial de Santa Marinha de Remelhe, Barcelos, foi pequena para acolher todos quantos se reuniram hoje para a cerimónia da trasladação dos restos mortais de D. António Barroso.

O Arcebispo de Braga, que presidiu à cerimónia, acompanhado pelo bispo do Porto e pelo seu bispo auxiliar, mostrou-se convicto de que a transladação trará um «novo impulso» para a causa de canononização do bispo missionário.

«A trasladação para este espaço nobre da igreja paroquial é a certeza de um novo impulso para a causa da canonização», declarou o prelado, adiantando que a mudança «permitirá condições favoráveis para assimilar o testemunho do crente, do bispo e do missionário, de modo a que todos se deixem tocar pelo seu testemunho e apaixonar pela causa do Evangelho».

O bispo do Porto, D. Manuel Linda, comprometeu-se, em nome da sua diocese, a «tudo fazer» para que avance o processo de canonização de D. António Barroso.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up