Fotografia: DR

Investigadora da UMinho vence prémio da Nature

Luísa Pinto, natural de Vila Verde, criou forma não invasiva de detetar a depressão.

Redação/Lusa
12 Nov 2019

Luísa Pinto, investigadora da Universidade do Minho (UMinho) a trabalhar na área da depressão ganhou hoje um dos prémios dos Nature Research Awards for Driving Global Impact, que distingue investigadores em início de carreira, anunciou aquela academia.

A UMinho adianta que Luísa Pinto, do Instituto de Investigação em Ciências da Vida e Saúde (ICVS), é uma das três vencedoras do prémio Nature que distingue jovens cientistas «cuja investigação tem um impacto positivo na comunidade», realçando o facto de ser a única mulher e a única portuguesa no «restrito lote de finalistas».

A investigadora portuguesa, natural de Vila Verde, recebe assim uma bolsa de 10.000 dólares americanos (mais de 9.000 euros), à qual se acrescenta um perfil na revista Nature e no sítio online do prémio.

Outro estudo na área da oncologia desenvolvido na UMinho

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up