Fotografia: Avelino Lima

Crianças levam bonecos “doentes” ao Hospital de Braga

A iniciativa é organizada pelo Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade do Minho.

Rita Cunha
12 Nov 2019

O ‘T-Rex’do Francisco sentia dores de cabeça muito fortes, enquanto que o unicórnio da Maria caiu e magoou-se numa pata e na asa, pelo que teve de fazer um curativo. Já a boneca da Isabel tinha dores de barriga. Ainda na sala de triagem estava a boneca Alice, da Francisca, com uma perna partida.

Estas foram apenas alguns dos “motivos” que levaram hoje dezenas de crianças ao Hospital de Braga que, recebidas por estudantes de Medicina da Universidade do Minho, tiveram a oportunidade de perceber como funciona um serviço de urgência e como pode ser tratado cada um dos casos de doença.

O cenário, montado junto à entrada principal do Hospital de Braga, era semelhante ao de um serviço de urgência, mas em tamanho reduzido e com instrumentos de brincar.

Organizada pelo Núcleo de Estudantes de Medicina da Universidade do Minho, esta iniciativa, que decorre até ao próximo sábado, pretende desmistificar o medo dos mais novos pela bata branca, pelos hospitais e pelas vacinas.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up