Vídeo: Nuno Cerqueira

30 produtores de castanha de Vieira do Minho presentes.

Nuno Cerqueira
9 Novembro 2019

A Câmara de Vieira do Minho quer potenciar o território com o reforço do Mercado da Castanha. Admite no entanto que ainda há um caminho a percorrer, até porque é preciso “afirmar” a castanha vieirense como produto endógeno.

Vieira do Minho não é propriamente conhecida pela castanha que ali é produzida e até tem outros produtos, como caso do mel e o fumeiro, que mexem mais a economia local do que aquele fruto.

No entanto o presidente da Câmara Municipal de Vieira do Minho acredita que com um Mercado da Castanha «forte» o território passa acrescentar à rota de atrações gastronómicas, culturais e patrimoniais, outro fator de competitividade económica.

Durante a apresentação do Mercado da Castanha, que decorre de 15 a 17 de novembro, o edil António Cardoso referiu que há cada vez mais produtores na região a dedicar-se ao fruto, mas que ainda não são suficientes, por exemplo, para o consumo que é exigido num mercado como o da castanha.

 

«Mas neste certame mostramos o que temos e estamos cada vez mais fortes neste setor. Vamos ter cerca de 30 produtores, que para além da castanha, mostram outros produtos. Este mercado serve também para atrair turistas à região e recordo que temos tido cada vez mais procura. Vieira do Minho já oferece uma capacidade de quase 270 camas para quem nos visita», apontou.

 

 


Outros Vídeos

Scroll Up