Fotografia: Braga Ciclável
Braciclável e Bombeiros Voluntários de Braga juntos para encontrar soluções de mobilidade

Soluções de mobilidade.

Redação / Nuno Cerqueira
8 Out 2019

A Associação Braga Ciclável e os Bombeiros Voluntários de Braga querem uma melhor organização do Largo Paulo Osório, não só no que refere à mobilidade em urgência, mas também em soluções para melhor circulação de peões e bicicletas.

Segundo nota enviada ao Diário do Minho, as conclusões surgem depois de reunião, entre ambas associações no quartel, pedida no âmbito do “Movimento Braga Zero Atropelamentos” com intuito de receber algumas opiniões de quem lida com o socorro todos os dias, tendo como foco «a mobilidade em geral, os peões, utilizadores de bicicletas e veículos de emergência, em particular».

A Associação Braga Ciclável percebeu logo algumas dificuldades dos bombeiros, pois, e segundo o comunicado, «o local de onde saem veículos em emergência muitas vezes se encontram bloqueados, por automóveis mal estacionados, tráfego congestionado e organização de eventos municipais, junto do mesmo, prejudicando o auxilio a situações de emergência».

«Falou-se da necessidade de melhoria do ordenamento da mesma, com a retirada os contentores de lixo e reciclagem, junto a uma passadeira, o que aumenta o risco de atropelamentos. Colocação de bicicletários adequados para que as pessoas se possam deslocar ao centro de saúde ou biblioteca e ter um local adequado para aparcar a bicicleta. Junto deste largo existem bicicletários da Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva que não garantem as condições necessárias para aparcamento das bicicletas. O surgimento de um lugar pintado de vermelho com o símbolo de trotinetes e bicicletas, mas sem qualquer infraestrutura de apoio, foi também alvo de conversa, apesar de se destacar a correcção da sinalética que anteriormente se encontrava inconforme», revelou a associação.

Encerramento de algumas ruas, mesmo no Largo Paulo Orósio, permitindo acesso a moradores com garagem, ambulâncias e bicicletas, ou a colocação de bicicletários em pontos estratégicos, a sobreelevação de várias passadeiras, ou mesmo a melhoria do pavimento para a utilização da bicicleta, em diversos pontos, são medidas que são propostas por ambas associações e que «poderão ser trabalhadas e executadas rapidamente», lê-se.

A representar os Bombeiros Voluntários de Braga esteve o capitão Miguel Ferreira, Presidente da Real Associação Humanitária de Bombeiros Voluntários de Braga, e Pedro Ribeiro, Comandante Interino dos Bombeiros Voluntários de Braga, e a representar a associação Braga Ciclável esteve Mário Meireles e Arnaldo Pires.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up