Fotografia: DR

Um livro para ficar “barado” é lançado hoje em Braga

1700 palavras à moda do Minho.

Nuno Cerqueira
26 Jun 2019

“Barado”, “forrinhos”, “Bai-me à benda”, “trengo”, “basculho”, são apenas algumas das expressões que fazem parte do “Dicionário de Calão do Minho”, um livro da autoria de João Carlos Brito, professor-bibliotecário e linguista, licenciado pela Universidade de Aveiro, e que é lançado hoje em Braga às 21hoo, na Bertrand do Nova Arcada.

Segundo o autor, são 2500 significados em 1700 palavras de variantes dialetais minhotas.

«Regionalismos, idiomatismos, provincialismos, localismos, calão, gírias e outras linguagens marginais e informais dos falantes do Minho», frisa, acrescentando que o livro é «um contributo para a preservação da memória do património oral da região, mas, ao mesmo tempo, pretende ser um livro divertido, que estimule o sentido de humor».

A obra contém, também, 29 artigos desenvolvidos sobre palavras que são típicas do Minho, aventando a sua origem e explicação, numa perspetiva sociolinguística e etimológica.

No campo literário, João Carlos Brito já publicou mais de 30 obras, entre os quais Heróis à Moda do Minho.





Notícias relacionadas


Scroll Up