Fotografia: Nuno Cerqueira
Acusado de ficar com 100 mil euros de empresário que queria transferir capitais de Angola

Em Vila Nova de Famalicão.

Redação
25 Jun 2019

O Ministério Público deduziu acusação contra um homem suspeito de se ter apropriado de 100 mil euros de um empresário a pretexto de intermediação na transferência de dinheiro de Angola para Portugal, informou hoje a Procuradoria-Geral Distrital (PGD) do Porto.

De acordo com uma nota publicada na página oficial da PGD do Porto na Internet, o arguido intitulava-se publicamente consultor financeiro e “alardeava conseguir junto das instituições financeiras angolanas legítimas saídas de divisas para outros países, entre eles Portugal”.

O caso remonta a 2016, quando o arguido terá sido procurado em Vila Nova de Famalicão, no distrito de Braga, por um empresário que pretendia transferir capitais de Angola para Portugal.

De acordo com a investigação, o arguido conseguiu que o empresário lhe entregasse 100 mil euros a título de começo de pagamento da comissão devida pela efetivação de uma transferência de um milhão de euros, de Angola para Portugal, que se comprometeu a realizar, o que nunca fez.

Na acusação, que foi deduzida a 23 de maio, o Ministério Público imputa ao arguido a prática de um crime de falsificação de documento e outro de burla qualificada.





Notícias relacionadas


Scroll Up