Fotografia: Nuno Cerqueira
Ex-autarcas entre os quatro arguidos da “Rota Final”

Buscas passaram por Barcelos e Braga.

Nuno Cerqueira
12 Jun 2019

A operação “Rota Final” da PJ, que envolveu inclusive buscas na Câmara de Barcelos e na Câmara de Braga, faz pelo menos quatro arguidos, sendo que na lista estão ex-autarcas.

Segundo nota revelada pela Procuradoria-geral Distrital de Coimbra (GDC), para além de ex-autarcas, foram constituídos arguidos funcionários de autarquias e de uma empresa do transportes.

«Esta investigação visa esclarecer os termos em que o Grupo Transdev obteve contratos e compensações financeiras com autarquias das zonas norte e centro do país», confirma a PGDC.

Em causa estão indícios de tráfico de influência, participação económica e corrupção, entre outros crimes, sendo que o inquérito encontra-se em segredo de justiça e as investigações prosseguem na Polícia Judiciária.

No entanto a Transdev, em nota enviada do Diário do Minho, remeteu a seguinte nota: «No âmbito da Operação Rota Final, a Transdev Portugal informa que está a colaborar com as autoridades, estando disponível para cooperar em todas as diligências necessárias.De momento esta é toda a informação que temos a declarar».

 

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]




Notícias relacionadas


Scroll Up