Fotografia:

“O rapaz que queria aprender a olhar” vai estar na Centésima Página em Braga

Jornalista apresenta livro que retrata a ditadura.

Nuno Cerqueira
3 Jun 2019

O jornalista e escritor Vítor Pinto Basto apresenta, amanhã em Braga, o seu último livro, numa sessão que decorrerá na livraria Centésima Página, às 18h30.

Com o título “O rapaz que aprendeu a olhar”, a obra constitui um repositório ficcional das memórias que o autor guarda do «absurdo existencial» que foi a ditadura salazarista em Portugal, revelam os promotores em comunicado.

Com 15 anos de idade aquando da “Revolução dos Cravos”, Vítor Pinto Basto, que tem ligações familiares ao Minho, nomeadamente a Famalicão, descreve o seu quarto livro como «uma viagem através do olhar de um adolescente que precisou de aprender a olhar para perceber que a realidade que via escondia outras brutais realidades, com gente na cadeia apenas por querer falar e viver em liberdade».

Ainda segundo o autor, a obra «romanceia situações invulgares, como a revolta de Salazar contra o bispo do Porto, D. António, contra o general Humberto Delgado (conta a história do seu assassinato) e tenta explicar, por exemplo, entre muitas coisas, como Gaia foi o único concelho na Área Metropolitana do Porto, nas presidenciais de 1958, que deu mais votos ao candidato democrata, Humberto Delgado, que a Américo Tomás».





Notícias relacionadas


Scroll Up