Espaço do Diário do Minho

Lições de liderança
17 Mai 2019
Carlos Dias

Há algumas figuras no seio do mundo do desporto que, com o decorrer dos anos, se transformam em casos de estudo, nomeadamente nas competências que possuem na gestão e liderança de grupos ou organizações. Pessoas cujo êxito é inquestionável, fundamentalmente pelo tempo que se mantêm no topo.

A liderança, principalmente de grupos sujeitos a ambientes intensamente competitivos é, nos tempos atuais, um tema pertinente e que todos devemos olhar, analisar e retirar algumas lições, independentemente do tipo de organização ou grupo que lideramos. Uma dessas figuras, consensuais e de relevo internacional é o espanhol Pep Guardiola, atual treinador da equipa de futebol do Manchester City, que acabou de vencer, pela segunda vez consecutiva, a Premier League (campeonato inglês de futebol). 

O treinador de 48 anos, que apesar de ser um jovem, é um verdadeiro colecionador de títulos. Pelos campeonatos que passou, deixou a sua marca, bateu imensos recordes, inclusive detém o de maior número de vitórias consecutivas nos campeonatos espanhol, germânico e inglês. Neste campeonato conseguiu 14 vitórias seguidas, na fase mais importante e stressante. 

É pois, hoje, um dos treinadores de referência do futebol internacional, diria desporto internacional. Impressiona pela sua personalidade, tipo de liderança, conceitos de aplicação tático-técnica e, acima de tudo, pela forma como comunica. Palavras pensadas, conceitos organizados, envoltos em emoção positiva e sentimento. A sua ação enquanto treinador apela a tipo de sentimento afetivo e de plena confiança no seu grupo, e a resposta é de inteiro envolvimento e compromisso por parte dos jogadores que o acompanham. Exigente, cumpridor e estratega, são caraterísticas que fazem dele um treinador de referência para qualquer modalidade.

O que mais me fascina na liderança de Pep Guardiola é que ele procura, estuda, aplica, conceitos de jogo e estratégias distintas, consoante a essência das equipas que lidera e do tipo de campeonatos em que está inserido. É, de facto, um treinador que consegue melhorar o nível de desempenho dos seus jogadores, modificando o estilo de jogo, em função dos eixos e caraterísticas mais fortes do seu grupo de trabalho.

É um treinador que aponta alguns conceitos que ajudam os jogadores a entender os princípios de jogo que preconiza. Por exemplo, uma das regras que lhe apontam como nuclear da ação para as equipas que dirige, é a regra dos “3 P’s” (curiosamente já diziam isso da cidade de Braga…), e que no caso de Pep Guardiola refere-se a: “Play, Possession and Position”.

Muitos profissionais que partilharam com ele o processo desportivo, apontam-lhe um desejo enorme de vencer, mas diretamente implicado com uma forma de jogar, agradável, de futebol positivo. Ao longo de toda a época, Pep Guardiola, referindo-se ao jogador português Bernardo Silva, teve várias intervenções positivas, quer à sua forma de jogar, mas também à pessoa que representa para o grupo de trabalho e para a primazia da sua influência na ação global da equipa. E, sem dúvida, que o jovem jogador português respondeu com uma qualidade e competência de elevadíssimo nível, transformando-se numa figura de proa da equipa e da difícil conquista deste campeonato. O dinheiro, claro que ajuda muito os treinadores a ganhar títulos, mas não é só isso que faz “O colecionador” vencer tantos e em diferentes contextos.



Mais de Carlos Dias

Carlos Dias - 22 Nov 2019

Numa sociedade cada vez mais competitiva, em constante mudança, imprevisível, é preciso continuar a acreditar numa escola baseada em valores humanos, que sustentam o conhecimento, que também seja agente de evolução e inovação. Acredito que, quando o caminho é trilhado à luz do esforço, da dedicação, da postura positiva perante as dificuldades, apesar de ser […]

Carlos Dias - 8 Nov 2019

Foi tornado público um estudo do Observatório do Futebol (CIES) que deveria ser alvo de uma análise pormenorizada, não para fazer uma avaliação do passado, mas acima de tudo, para estabelecer ou reformular a estratégia para o futuro. Nas conclusões deste estudo, refere que a Liga NOS é o segundo campeonato na europa (dos 31 […]

Carlos Dias - 25 Out 2019

Na VI Gala do Desporto da CM Braga, realizada esta semana no Fórum Braga, foi homenageada uma figura ímpar do desporto nacional: José Ribeiro. Este bracarense, pertencente a uma família deliciosa e carismática, também ela intrinsecamente ligada ao desporto, recebeu o “Prémio Mérito e Excelência’ 2019”. José Ribeiro, parece ter saído de um qualquer livro […]


Scroll Up