Fotografia: CMtv

Permanece “estável” uma das vítimas de esfaqueamento em Guimarães

A situação causou uma vítima mortal.

Nuno Cerqueira
22 Abr 2019

Uma das quatro vítimas de esfaqueamento em Guimarães permanece no Hospital de Guimarães em estado grave, mas estável. Já as restantes três vítimas, uma morreu na madrugada de domingo e outras duas já tiveram alta.

O caso ocorreu na passada noite de sábado, quando um homem, de 52 anos, esfaqueou quatro pessoas em Fermentões no concelho de Guimarães à porta de um café.

O agressor já está detido.

A PSP de Guimarães, juntamente com a PJ de Braga, investigam o caso, mas tudo aponta que o agressor terá atacado várias clientes do café por não suportar ruído que saída da esplanada daquele estabelecimento comercial.

Fonte médica do Hospital de Guimarães confirmou que a morte de uma mulher com cerca de 46 anos, no bloco operatório daquela unidade, foi causada por «feridas profundas no abdómen» e «laceração de múltiplos órgãos».

A mesma fonte hospitalar disse que um dos feridos, filho da vítima mortal com 26 anos de idade, ficou em estado grave e entrou no hospital com uma «ferida penetrante no tórax», mas está «estável e a evoluir favoravelmente».

«As  restantes vítimas tiveram alta. Tinham ferimentos ligeiros nos membros superiores», disse a mesma fonte ao Diário do Minho.

Fonte dos Bombeiros Voluntários de Guimarães, que teve no socorro o apoio diferenciado da SIV de Fafe, disse que o alerta para o caso foi dado pelas 22h15 de sábado.





Notícias relacionadas


Scroll Up