Fotografia: Nuno Cerqueira

Distrito de Braga tem 180 postos de combustíveis afetados pela greve

Distrito de Viana do Castelo também afetado

Redação / Nuno Cerqueira
17 Abr 2019

São vários os postos no distrito de Braga sem combustíveis, sendo a cidade de Braga e localidades em redor a mais afetada.

No distrito, segundo a plataforma criada na internet da VOST Portugal, são 180 os postos afetadas pela falta de gasóleo ou gasolina.

A Associação Nacional de Revendedores de Combustível (ANAREC) estimou hoje que cerca de 40% dos postos da rede nacional estejam neste momento inativos ou em situação de pré-rutura de ‘stock’, com tendência para aumentar nas próximas horas.

“O número que nós temos neste momento é que entre postos que já estão inativos, ou seja, que já não disponibilizam combustível aos seus clientes e também em pré-rutura, a ficar em rutura de ‘stock’, estimamos que seja cerca de 40%, mas com tendência a aumentar a cada hora que passa e transversal a todo o país”, disse o presidente da ANAREC, Francisco Albuquerque.

O Governo já decretou serviços mínimos, que ao que indica, estão a ser alargados a todo o país, havendo mesmo mais 15 militares em grau de prontidão para conduzirem camiões de transportes de combustíveis, se tal se tornar necessário.

A greve dos motoristas de matérias perigosas, que começou às 00:00 de segunda-feira, foi convocada pelo SNMM, por tempo indeterminado, para reivindicar o reconhecimento da categoria profissional específica.

Os ministros da Administração Interna e do Ambiente e da Transição Energética declararam a “situação de alerta” devido à greve nacional dos motoristas de matérias perigosas, implementando medidas excecionais para garantir os abastecimentos.

O despacho que determina a situação de alerta já foi publicado em Diário da República.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up