Vídeo: Nuno Cerqueira

Cerca de 140 bombeiros combatem as chamas.

Nuno Cerqueira
31 Março 2019

Um incêndio florestal em Vila Verde, que mobilizou cerca de 140 operacionais, colocou durante a tarde no Monte Castelo 40 habitações em risco. Castro que ali existe foi atingido pelo incêndio que devastou, essencialmente, mato.

O segundo comandante dos BVVV, Luís Morais, disse ao Diário do Minho que este é um «incêndio estranho» e que começou em quatro pontos distintos.

«Em menos de 20 minutos “limpou” quatro hectares de floresta e mato», referiu, acrescentando que as chamas atingiram todo o perímetro do Monte Castelo, devastando área verde nas freguesias de Vila Verde e Barbudo, Moure, Esqueiros, .

No teatro de operações, para além dos bombeiros de Vila Verde, estão as corporações de Braga, Fão, Esposende, Amares, Terras de Bouro, Barcelinhos, Famalicenses, Taipas, Vizela e Viatodos. Também a Força Especial de Bombeiros e os GIPS da GNR estavam ano teatro de operações.

Segundo o presidente da Junta de Vila Verde e Barbudo, José Faria, as pessoas sairam das suas habitações.

«Muitas retiram as bilhas de gás. Foi tudo muito rápido», destacou.

A GNR investiga.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]

 

 

 


Outros Vídeos

Scroll Up