Fotografia: CMG

Câmara quer tutela do Castelo e Paço dos Duques

Presidente do Município diz que a autarquia não pode ser apenas chamada a pagar contas.

Rui de Lemos
30 Mar 2019

O presidente da Câmara Municipal de Guimarães, Domingos Bragança, entende que «faz todo o sentido» que a tutela do Castelo, Paço dos Duques de Bragança e Museu Alberto Sampaio passe para a alçada municipal.

O autarca sustenta que a gestão municipal é «permanentemente chamada a custear despesas e investimentos, sendo-lhe vedado o acesso aos lucros.

«Dada a cooperação permanente que mantemos com o Castelo, o Paço dos Duques e o Museu Alberto Sampaio, faz todo o sentido que este monumentos venham para a tutela do Município de Guimarães, porque nos é pedido esforço, mas depois não há compensação nenhuma», defendeu Domingos Bragança, no final da última reunião do executivo municipal.

A pretensão já foi mesmo transmitida a vários ministros da Cultura, tendo sido reforçada junto da atual ministra Graça Fonseca, no âmbito da discussão em redor da trsnsferência de competências do Governo para as autarquias.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up