Fotografia: Nuno Cerqueira

? Torniquetes na Câmara e «pulseiras eletrónicas» nos funcionários

O caso dos torniquetes da Câmara de Braga.

Nuno Cerqueira
10 Mar 2019

As reuniões de Câmara descentralizadas são sempre interessantes para os ilustres visitantes, onde os visitados fazem questão de preparar um lanchinho servido com algumas queixas de coisas menos simpáticas na freguesia.

No entanto, a reunião de ontem teve um assunto, trazido à mesa pelo vereador da CDU, que surpreendeu a vereação e levou o presidente da Câmara a confirmar a proposta, em tom jocoso, de Carlos Almeida a propósito de uns torniquetes que estão a incomodar os funcionários da Câmara de Braga que prestam serviço no edifício do Pópulo.

Os torniquetes colocados, que Ricardo Rio justifica ser para alguns funcionários que não cumprem o horário estabelecido, foram motivo de questão pelo vereador da CDU.

(áudio da reunião de Câmara do momento)

 

Esta situação não caiu bem na sala e levou o presidente da Câmara a justificar-se à comunicação social de que «foi o vereador da CDU que atirou a deixa em tom jocoso».

No entanto o PS, novamente por Artur Feio, lamentou a atitude do presidente da Câmara Municipal, que trata os funcionários «como se reclusos fossem».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up