Fotografia: Facebook/Esposende Fotografia

Espuma com origem desconhecida invade rio Neiva em Antas

Caso tornado público em rede social.

Nuno Cerqueira
20 Fev 2019

O rio Neiva apareceu ontem de manhã coberto de espuma «com origem desconhecida» nas margens junto à A28.

Um transeunte que passeava na margem sul do rio, na freguesia de Antas, concelho de Esposende, fotografou em diferentes pontos o rio com margem cobertas de espuma, assim como próprio leito do rio, e denunciou o caso numa rede social pública de fotografias.

Esta não é a primeira vez que o rio Neiva, considera no local um rio “puro”, aparece com espuma de origem desconhecida.

A Proteção Civil da Câmara de Esposende desconhecia a situação, assim como elementos da Associação Rio Neiva (ARN), uma Organização Não Governamental de interesse público que atua na área do ambiente, mas que acabou por confirmar, mais tarde, o ocorrido depois de alguns contacto locais.

O Diário do Minho apurou que o rio já havida sofrido algumas descargas, acidentais, provenientes de  ETAR do lado norte das margens do rio em Viana do Castelo e de propriedades agrícolas, sendo que um dos casos originou pesada multa depois de atuação da GNR através do  SEPNA.

As instituições local apelam «à vigilância do rio e que denunciem às autoridade de imediato, de forma a se conseguiram proceder a uma análise dos alegados focos de poluição de forma a descobrir a origem».

O Diário do Minho abordou a Câmara de Esposende quanto a este caso, mas não obteve resposta atempada.

O Rio Neiva é um rio de Portugal que nasce na Serra de Oural em Vila Verde no lugar das “três horas” e desagua entre Castelo do Neiva (Viana do Castelo) e Antas.

 

 





Notícias relacionadas


Scroll Up