Fotografia: Avelino Lima

Iniciativa Quantum Portugal coloca o país no mapa mundial da Física Quântica

INL – Fundação para a Ciência e Tecnologia atribui 24 bolsas de doutoramento no valor total de 1 milhão 440 mil euros.

Alexandre Gonzaga
15 Fev 2019

O auditório do Laboratório Internacional Ibérico de Nanotecnologia (INL) recebeu a cerimónia de lançamento oficial da Iniciativa Quantum Portugal, da Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT), que visa colocar definitivamente o nosso país na exploração e desenvolvimento da física quântica.

O programa assinado no auditório do INL prevê a atribuição de 24 bolsas de doutoramento e é, de acordo com o ministro da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, «um pequeno passo para atrair mais estudantes para se debruçarem sobre os fenómenos da física quântica, que, por exemplo, passam pelas comunicações, software e setor farmacêutico».

À margem da cerimónia de ontem, que contou com as presenças do presidente da FCT, Paulo Ferrão, do diretor-geral do INL, Lars Montelius, e do investigador da UMinho e INL, Nuno Peres, Manuel Heitor sublinhou que «Portugal tem que ter capacidade para poder estar numa sociedade moderna e aberta», e que a Iniciativa Quantum Portugal é «um pequeno programa no topo de todas as áreas que são apoiadas pela FCT que visam trazer mais estudantes para passarem parte do seu doutormanento no INL, uma estrutura intergovernamental única».

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up