Fotografia: DR

Cerveira vê corrigida “injustiça” e fica com 1,4 ME para requalificar escola

O montante “corrigiu uma injustiça” relativamente à verba inicialmente atribuída pelo Norte 2020.

Lusa
14 Fev 2019

A Câmara de Vila Nova de Cerveira informou hoje ter sido consignada por mais de 1,4 milhões de euros a requalificação da escola básica e secundária.

“Fruto da intervenção do ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, esta consignação, por uma verba superior a 1,4 milhões de euros e agora concretizada, corrigiu uma injustiça plasmada na primeira versão do Pactos para o Desenvolvimento e Coesão Territorial (PDCT) Norte 2020, que contemplava apenas 108 mil euros para uma empreitada na ordem dos dois milhões de euros”, sustenta a nota hoje enviada pelo município liderado pelo independente Fernando Nogueira.

Segundo aquela autarquia do distrito de Viana do Castelo, o montante resultou da “recente reprogramação do PDCT Norte 2020 e vai permitir avançar com a segunda fase do projeto, que visa a construção de raiz do edifício designado como centro de recursos, composto por biblioteca e auditório para capacidade para 119 lugares sentados, a cobertura dos corredores de circulação e dos espaços de recreio, o reforço das condições de segurança e de acessibilidades, bem como a adaptação à eficiência energética”.

No verão de 2018, “a Câmara de Vila Nova de Cerveira investiu naquela escola, com quase 25 anos, cerca de 400 mil euros (dos quais 108 mil euros do PDCT original), na remoção do revestimento da cobertura em fibrocimento do pavilhão gimnodesportivo, a reformulação dos balneários do campo de jogos, a construção da nova portaria na entrada sul, e a melhoria das condições de conforto térmico do edifício existente, através da implementação de um sistema de isolamento térmico pelo exterior”.





Notícias relacionadas


Scroll Up