Fotografia: Avelino Lima

Arcebispo defende remuneração dos capelães e dos cuidadores informais

Eucaristia do Dia Mundial do Doente celebrada no Hospital de Vila Nova de Famalicão.

Alexandre Gonzaga
11 Fev 2019

O Arcebispo de Braga defendeu, hoje, na eucaristia do Dia Mundial do Doente, celebrada no Hospital de Vila Nova de Famalicão, a remuneração dos cuidadores informais e dos assistentes espirituais que exercem a sua atividade nas unidades hospitalares portuguesas.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up