Fotografia: Nuno Cerqueira

PCP quer o fim das portagens nas A28

Mais uma voz a pedir fim das portagens.

Redação
4 Fev 2019

Deputados do PCP eleitos pelo Porto exigiram hoje o fim das portagens nas autoestradas A28 considerando que “constituem um ónus sobre a população”.

Após contactar com populações afetadas pelas portagens nas ex-SCUT (sem custos para o utilizador) no Porto e na Póvoa de Varzim, o deputado Jorge Machado afirmou a posição comunista de “reiterar a necessidade, urgência e justeza da revogação das portagens nas A28, A29, A41 e A42”.

“Passados todos estes anos constituem um ónus sobre o tecido económico e sobre a população, que tem de pagar para utilizar uma via sem ter alternativa e que é imprescindível para o seu dia a dia”, explicou o deputado, lembrando que está agendada para sexta-feira, no parlamento, a discussão e votação de um conjunto de projetos de resolução do PCP que prevê a eliminação das portagens naquelas autoestradas.

Para o comunista, a eliminação de portagens naquelas ex-SCUT é uma forma de “dar melhores condições quer ao tecido económico, quer às populações, evitando os impactos negativos que estas têm sobre as pessoas”.

“Não há quem diga, passados estes anos, que a introdução das portagens foi algo que teve de ser e que teve aspetos positivos. Não! Continuamos com a mesma análise por parte da população”, sustentou.

Aludindo ao pacote de incentivos anunciado pelo Governo para o interior o país, Jorge Machado afirmou que o PCP “não considera que o problema se resolva com pequenos descontos avançados pelo Governo para uma parte dos setores”.

“O que temos assistido nos últimos anos, e espero que não volte a acontecer, mas é possível que aconteça, é que PS, PSD e CDS têm-se coligado na manutenção do pagamento das portagens, o que demonstra que em muitos aspetos que são por vezes centrais no dia a dia das populações a correlação de forças não é sempre a mesma”, alertou.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up