Fotografia: DR

Câmara aprova adjudicação das obras no Cine Teatro Narciso Ferreira

“É um grande projeto para Vila Nova de Famalicão”.

Redação
3 Fev 2019

A câmara de Vila Nova de Famalicão aprovou hoje a adjudicação da empreitada de requalificação do Cine Teatro Narciso Ferreira no valor de cerca de três milhões de euros, apontando 2020 como data de reabertura daquele equipamento cultural.

A obra, adjudicada em reunião do executivo, cofinanciada pelo Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER) em 85% e aprovada no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano (PEDU), terá um prazo de execução de 15 meses, faltando apenas o visto do Tribunal de Contas para arrancar.

O Cine Teatro Narciso Ferreira, em Riba de Ave foi inaugurado em 1944 e batizado em honra do empresário têxtil responsável pela construção de algumas das fábricas mais importantes do Vale do Ave.

“Este é mais um passo que estamos a dar, num processo que já vai longo e que já tem muitos passos. Aquilo que para muitos era uma miragem e para outros uma mera promessa política, vai acontecer, é uma obra real, que está a cumprir uma das suas últimas etapas”, salientou o presidente da autarquia Paulo Cunha, em declarações aos jornalistas no final da reunião do executivo.

A intervenção, projetada pelo arquiteto Noé Diniz, passará pela reabilitação integral do edificado com preservação dos seus elementos caracterizadores, tanto ao nível da linguagem arquitetónica, como da sua caracterização volumétrica e espacial.

“O espaço interior será totalmente intervencionado para responder à realização de espetáculos com uma tipologia contemporânea, sendo dotado de todas as condições técnicas exigidas”, lê-se em informação disponibilizada pelo município.

A sala de espetáculos terá uma lotação variável, possibilitada através de bancada retrátil e da redução da área útil do palco, entre 168 e 250 lugares sentados, existindo a possibilidade de utilização da plateia para espetáculos em pé com lotação de 500 pessoas.

Para além do auditório principal e das áreas para a administração do espaço, receção, ensaios, camarins e oficinas, está prevista a criação de um terraço/logradouro ao ar livre dimensionado como espaço de lazer e convívio para utentes e visitantes, contemplando condições para acolher pequenos eventos e espetáculos.

“É um grande projeto para Vila Nova de Famalicão, muito particularmente para a zona nascente do concelho, que ficará dotado de um equipamento cultural moderno e multifacetado e que vai alavancar uma programação cultural regular de qualidade, ao mesmo tempo que servirá de charneira para a criação artística local”, considerou Paulo Cunha.





Notícias relacionadas


Scroll Up