Fotografia:

“Helena” obriga Câmara de Braga a lançar recomendações à população

Mau tempo.

31 Jan 2019

A Câmara de Braga, através da Proteção Civil, publicou um conjunto de recomendações à população devido às «condições meteorológicas adversas», que no caso de Braga se vão manifestara em forma de precipitação forte e vento.

O aviso surge no seguimento das informações prestadas pelo Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA).

«De acordo com a informação meteorológica disponibilizada, salienta-se a ocorrência de precipitação persistente e por vezes forte e vento moderado a forte para o Minho», lê-se no mural da Câmara de Braga.

Hoje (31JAN)
• Precipitação persistente e por vezes forte das 10h33 às 18h00;

AMANHÃ (01FEV)
• Precipitação moderada;
• Vento moderado a forte com rajadas, respetivamente no litoral (até 85 km/h) e nas terras altas (até 110 Km/h), com maior incidência no período entre as 11h00 e as 16hh00.
Informação hidrológica relevante
– Deverá ser dada uma especial atenção às zonas historicamente identificadas como vulneráveis a inundações e em particular em bacias hidrográficas não regularizadas e de rápido escoamento.
– Podem ainda ocorrer dificuldades de escoamento causadas por obstruções da rede pluvial e/ou de linhas de água que podem dar origem a constrangimentos locais.

EFEITOS EXPECTÁVEIS:

Em função das condições meteorológicas previstas são propícios:

– À ocorrência de inundações em zonas urbanas, causadas por acumulação de águas pluviais por obstrução dos sistemas de escoamento;
– À ocorrência de cheias, potenciadas pelo transbordo do leito de alguns cursos de água, rios e ribeiras;
– À instabilização de vertentes, conduzindo a movimentos de massa (deslizamentos, derrocadas e outros) motivados pela infiltração da água, podendo ser potenciados pela remoção do coberto vegetal na sequência de incêndios rurais, ou por artificialização do solo;
– À contaminação de fontes de água potável por inertes resultantes de incêndios rurais;
– Ao arrastamento para as vias rodoviárias de objetos soltos, ou ao desprendimento de estruturas móveis ou deficientemente fixadas, por efeito de episódios de vento forte, que podem causar acidentes com veículos em circulação ou transeuntes na via pública.

A Divisão Municipal de Protecção Civil recomenda que tome as necessárias medidas de prevenção e adeque os seus comportamentos, nomeadamente:

· Garantindo a desobstrução dos sistemas de escoamento das águas pluviais e remoção de inertes e outros objetos suscetíveis de serem arrastados ou que possam criar obstáculos ao livre escoamento das águas;
· Adotando uma condução defensiva, reduzindo a velocidade e tendo especial cuidado com a acumulação de neve e a formação de lençóis de água nas vias;
· Evitando atravessar zonas inundadas, de modo a precaver o arrastamento de pessoas ou viaturas para buracos escondidos no pavimento ou caixas de esgoto abertas;
· Garantindo a adequada fixação de estruturas soltas, nomeadamente andaimes, placards e outras estruturas suspensas;
· Tendo especial cuidado na circulação e permanência junto a áreas arborizadas, mantendo-se atentos à possibilidade de queda de ramos e árvores em virtude de vento forte.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up