Fotografia: DR
Faleceu o arquiteto que desenhou o edifício do Diário do Minho e a cripta de São Bento

Luiz Cunha partiu ontem, aos 85 anos.

Alexandre Gonzaga
29 Jan 2019

O arquiteto Luiz Cunha faleceu ontem, aos 85 anos de idade. A missa de corpo presente vai ser celebrada amanhã, quarta-feira às 14h00, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, em Lisboa, sendo sepultado no cemitério de Carnide.

Autor consagrado e com renome internacional, deixou uma obra ímpar que se inclui no chamado pós-modernismo. O seu estilo pesado e robusto veio marcar uma época da arquitetura em Portugal.

No Minho, pontificam diversas obras do arquiteto, como o edifício do Diário do Minho, na Rua Santa Margarida, em Braga, o hotel e a cripta de São Bento da Porta Aberta, em Terras de Bouro, e as igrejas de Vila Verde e Apúlia, em Esposende.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up