Fotografia: DR

Tribunal manda extraditar “venezuelanos” colombianos da Várzea

Apreendidos dois passaportes e duas cartas de condução falsas, três telemóveis e 228 euros em numerário.

Nuno Cerqueira
24 Jan 2019

O Tribunal de Barcelos aplicou hoje a medida de coação de extradição do território nacional, tendo sido entregues ao centro de acolhimento do SEF no aeroporto Sá Carneiro, no Porto, os duo de colombianos apanhados com documentação falsa.

A situação ocorreu na Várzea, concelho de Barcelos, quando o Núcleo de Investigação Criminal da GNR de Barcelos, deteve dois homens, de 44 e 28 anos, por posse de documentação falsa na sequência de uma fiscalização de prevenção criminal.

«Os militares abordaram os suspeitos, que se identificaram como sendo de nacionalidade venezuelana, apresentando uma carta de condução e passaportes, supostamente emitidos pela Republica Bolivariana da Venezuela», confirmou a GNR.

Ao fiscalizar os documentos, um dos militares verificou que se tratavam de documentos falsos, por não possuir os normais elementos de segurança, que contém este tipo de documentos.

«Quando confrontados com esta informação, os suspeitos identificaram-se como sendo colombianos», acrescenta a autoridade.

Na sequência da ação foram apreendidos dois passaportes e duas cartas de condução falsas, três telemóveis e 228 euros em numerário.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up