Fotografia: Nuno Cerqueira

PSD diz que lagoas dos caulinos constituem “perigo de vida” em Barcelos

PSD diz que as lagoas, nas freguesias de Barqueiros, Vila Seca e Milhazes, são «autênticas ratoeiras à espera de uma presa».

Redação / NC
22 Jan 2019

O PSD de Barcelos avisou hoje que as lagoas resultantes da extração de caulinos em três freguesias do concelho constituem um “perigo de vida” para os transeuntes e apelou a medidas urgentes para evitar uma qualquer tragédia.

«Tomando o exemplo de Borba, a câmara deverá providenciar, exigir e intervir rapidamente paraacautelar eventuais ou possíveis acidentes que possam ocorrer, derivados do abandono a que estão votadas as lagoas», refere o PSD.

Em comunicado, o PSD diz que as lagoas, nas freguesias de Barqueiros, Vila Seca e Milhazes, são «autênticas ratoeiras à espera de uma presa».

«São locais que constituem perigo de vida para cidadãos, porque não estão protegidas, não estão vedadas ao acesso de cidadãos, a queda dentro de qualquer lagoa pode acontecer, tornando o salvamento muito difícil», acrescenta.

Lembra que são lagoas com uma «grande profundidade» e que a densidade e composição da água impede a visibilidade.

«Os terrenos objeto da concessão estão abandonados pela entidade concessionária exploradora, mas o Governo continua com responsabilidades diretas, tal como a Câmara de Barcelos», refere ainda o comunicado.

No entanto, Costa Gomes já tinha dito, quando o assunto foi levantado pelo presidente da Comissão Parlamentar do Ambiente, em 2017, que a câmara “não tem rigorosamente nada a ver com o caso”.

“Quem dá a licença de exploração e quem fiscaliza é a Direção-Geral de Geologia e Energia”, sublinhou, afirmando ainda que o município já alertou para a situação, já promoveu reuniões e a GNR já foi ao local várias vezes.

“Mas, para além disso, não podemos ir, porque a câmara não tem poderes de intervenção”, acrescentou.





Notícias relacionadas


Scroll Up