Fotografia:

Conselho Nacional do PSD marcado para esta quinta-feira no Porto

Crise no PSD.

Nuno Cerqueira e Lusa
14 Jan 2019

A reunião do Conselho Nacional extraordinário do PSD para submeter à votação a moção de confiança do presidente Rui Rio realiza-se na quinta-feira, no Porto, às 17h00, disse o presidente deste órgão, Paulo Mota Pinto.

O “crash” Rio / Montenegro está a provocar convulsões internas do seio do PSD, levando mesmo a cancelamento de reuniões como o caso de Viana do Castelo.

No domingo foi a vez de Paulo Cunha mostrar descontentamento para com a gestão do atual líder do PSD, mas a preferir que se aguarde por momento pós eleições legislativas.

O Conselho Nacional extraordinário do PSD reúne-se no hotel Porto Palácio tendo como único ponto na ordem de trabalhos a apreciação e votação, nos termos do artigo 68.º dos estatutos, de moção de confiança à comissão política nacional do PSD.

Com a escolha de quinta-feira para a realização do Conselho Nacional extraordinário, no Porto, pretendeu-se permitir uma clarificação rápida da situação interna.

Em relação à questão de a reunião decorrer às 17h00, hora em que estão a decorrer trabalhos parlamentares, o mesmo dirigente respondeu: «Os deputados podem sempre justificar a sua ausência dos trabalhos parlamentares por estarem em trabalho político e apenas uma parte faz parte do Conselho Nacional».

A reunião surge depois do desafio do antigo líder parlamentar do PSD Luís Montenegro ter pedido a convocação de eleições diretas antecipadas e de Rui Rio o ter rejeitado e decidido submeter a direção a um voto de confiança do Conselho Nacional.

O regulamento do Conselho Nacional determina ainda que as votações do Conselho Nacional se realizam por braço no ar, com exceção de eleições ou se tal for requerido “por pelo menos um décimo dos membros do Conselho Nacional presentes”.

Integram o Conselho Nacional 136 membros, cerca de 70 eleitos e quase o dobro por inerência.





Notícias relacionadas


Scroll Up