Vídeo: Nuno Cerqueira

No nó da A28 de Antas em Esposende.

Nuno Cerqueira
12 Janeiro 2019

O dono de uma cadela acusa um militar da BT da GNR de Viana do Castelo de conduta imprópria para com o sofrimento de uma cadela que trazia, em trabalho de parto, na bagageira do carro que conduzia.

Rodolfo da Costa Caseiro acabou multado por desobediência a um sinal de Stop, no nó da A28 em Antas, concelho de Esposende, e a cadela perdeu uma cria, tendo mesmo que ser alvo de uma intervenção cirúrgica.

«Ela esteve quase uma hora ali junto da GNR retida, em sofrimento e o militar não quis saber. Disse que era problema meu. Apesar de eu não concordar com a multa, pois eu parei no Stop, a minha preocupação era a Kira e eu até disse para ficar com os meu dados que pagava a multa depois. Mas o militar não quis saber, só se preocupava em me chamar de mentiroso», revelou o dono da cadela.

Rodolfo Caseiro já fez queixa no livro de reclamações da GNR e vai avançar com denúncia no MAI.

Rodolfo da Costa Caseiro, natural de Esposende alega que seguia «em emergência para o veterinário em Alvarães» e acusa ainda o militar que o abordou de «insensibilidade».

«Levei-o à bagageira do carro, que é aberta, para ele ver melhor o sofrimento da cadela. Mas disse que não queria saber da cadela para nada», conta Rodolfo.

O dono da cadela está revoltado, até por Kira perdeu uma das crias e outras duas ficaram em risco.

O Diário do Minho tentou contactar o comando da GNR de Viana do Castelo, que encaminhou para o comando de Lisboa que em breve vai remeter um resposta.


Outros Vídeos

Scroll Up