Fotografia: Nuno Cerqueira
«É preciso humanizar a Misericórdia» defendeu Eduardo Leite

Tomada de posse o novo provedor da Santa Casa de Guimarães.

Nuno Cerqueira
4 Jan 2019

O novo provedor da Santa Casa da Misericórdia de Guimarães (SCMG) defendeu que «é preciso humanizar» a instituição.

Eduardo Leite tomou posse por quatro anos como provedor, em cerimónia na igreja de Santo António dos Capuchos (antigo hospital), e disse que quer abrir a Misericórdia à comunidade vimaranense.

Eduardo Leite quer ainda «mais transparência» e «rigor» na gestão da instituição.

Já o Arcebispo de Braga, D. Jorge Ortiga, também marcou presença na cerimónia e deixou uma mensagem de «comunidade».

O provedor da Santa Casa de Braga, e em representação da União das Misericórdias, Bernardo Reis, e o presidente da Câmara de Guimarães, Domingos Bragança, estiveram na cerimónia e enalteceram o papel social da instituição.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]

Foto: Nuno Cerqueira

 





Notícias relacionadas


Scroll Up