Fotografia: DR

D. Jorge Ortiga comemora ordenação episcopal

Arcebispo Primaz foi ordenado há 31 anos, na Cripta do Sameiro.

Alexandre Gonzaga
3 Jan 2019

O Arcebispo Primaz comemora hoje o 31.º aniversário da ordenação episcopal. A 3 de janeiro de 1988, D. Jorge Ortiga foi ordenado bispo por D. Eurico Dias Nogueira, na Cripta do Sameiro, escolhendo como lema episcopal a passagem do Capítulo 17 do Evangelho de São João “Ut unum sint” (“Que todos sejam um”).

O prelado foi nomeado Arcebispo de Braga a 5 de junho de 1999, com 55 anos, e recebeu o “Palium” de Metropolita das mãos do Papa João Paulo II no dia 29 de junho, no Vaticano, tomando posse como Arcebispo a 18 de Julho na Sé de Braga.

O Diário do Minho publica amanhã fotografias da ordenação episcopal do metropolita, que, na celebração eucarística de tomada de posse, na Sé de Braga, pediu o seguinte: «Que eu seja digno da herança que recebo das figuras gloriosas que presidiram a esta nobre Arquidiocese de Braga».

D. Jorge Ortiga nasceu a 5 de março de 1944, na freguesia de Brufe, concelho de Vila Nova de Famalicão.

De acordo com o site da Arquidiocese de Braga, foi ordenado presbítero no dia 9 de Julho de 1967, na igreja de Lousado, também em Famalicão, e, no dia 16 celebrou missa nova em Brufe, tendo sido esta a primeira eucaristia concelebrada na circunscrição eclesiástica minhota, após a renovação litúrgica do Concílio Vaticano II.

Nomeado simbolicamente como “Bispo titular de Nova Bárbara” e auxiliar de Braga, em 1987, o seu lema episcopal “Ut Unum Sint” «traduz a vontade, que é de Cristo, expressa no Seu testamento e que dá significado, como meta, a todo o esforço do caminho. Tal como a palavra interpreta o símbolo, este lema dá significado a todos os restantes elementos».

«Com Maria, Mãe da Igreja e dos homens, com aquela que é bem aventurada porque acreditou, “Ut unum sint” não é uma aspiração ilusória mas uma meta que merece a doação total da vida», pode ler-se no sítio da internet.





Notícias relacionadas


Scroll Up