Fotografia: Francisco de Assis

Mais de 1300 bracarenses fizeram a corrida para lembrar a luta pelos Direitos Humanos

A corrida foi mais um alerta para continuar a lutar pelos Direitos Humanos.

Francisco de Assis
10 Dez 2018

«Correr pelos direitos humanos é duplamente virtuoso: em prol do bem-estar pessoal e do bem da humanidade». Esta foi a frase mote da organização da primeira “Corrida pelos Direitos Humanos” e que mais de 1300 bracarenses fizeram questão de levar à letra, também para recordar que a luta pelos direitos humanos deve ser diária e que está longe de estar acabada.

A corrida foi organizada pelo Instituto Português do Desporto e da Juventude (IPDJ) e que, em Braga, teve o apoio da Câmara Municipal, que a integrou no programa da “Braga Capital Europeia do Desporto 2018”. Teve como objetivo assinalar os 70 anos da Declaração Universal dos Direitos do Homem; e os 40 anos da  adesão de Portugal à Convenção Europeia dos Direitos Humanos.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up