Fotografia: DR

Proprietários de café em Vila Cova simulam roubo de máquina de tabaco para ficar com lucro total

No concelho de Barcelos.

Nuno Cerqueira
21 Nov 2018

Os proprietário de um café no concelho de Barcelos simularam o roubo da própria máquina de tabaco do estabelecimento para, desta forma, conseguir “dobrar” o lucro da venda de tabaco.

A situação ocorreu na freguesia de Vila Cova, na fronteira com o concelho de Esposende, e já foi confirmado ao Diário do Minho pela Guarda Nacional Republicana (GNR) de Barcelos.

«No decorrer de uma denúncia por furto em interior de estabelecimento, concretamente numa máquina de tabaco, foram realizadas diligências, tendo os militares apurado que se tratava de uma simulação de furto. Os proprietários do estabelecimento simularam o arrombamento da máquina com o intuito de se apropriarem do dinheiro e do tabaco, para venda posterior e ganho total do valor da venda», disse a GNR.

Núcleo de Investigação Criminal de Barcelos confirmou ainda que há dois arguidos no processo de investigação, nomeadamente um homem e uma mulher, com 37 e 36 anos.

«Da ação resultou a apreensão de 92 maços de tabaco, 100 euros em numerário, uma serra metálica, um par de luvas e uma chave de fendas», acrescentaram ainda os militares.

Os proprietários do estabelecimento foram constituídos arguidos e sujeitos à medida de coação de termo de identidade e residência.





Notícias relacionadas


Scroll Up