Fotografia: Alexandre Gonzaga

Arquidiocese e Famalicão apelam ao diálogo e à paz

A freguesia de Brufe, no concelho de Vila Nova de Famalicão, acolheu a cerimónia de comemoraçã0 do centenário da assinatura do acordo de paz relativo à I Guerra Mundial.

Alexandre Gonzaga
11 Nov 2018

A Arquidiocese de Braga e o Município de Vila Nova de Famalicão comemoraram, hoje, em Brufe, o centenário do armistício da I Guerra Mundial. O Arcebispo Primaz, D. Jorge Ortiga, e o presidente da Câmara Municipal, Paulo Cunha, defenderam a criação de «pontes» e «nunca os muros que impedem uma interculturalidade que torne o mundo mais harmonioso e belo».

«O mundo deveria ser uma única família com diversidade de culturas e modos diferentes de interpretar a vida, onde o diálogo e o desejo da concórdia podem mostrar a beleza e a responsabilidade de respeitar o diferente. Teremos sempre fronteiras a limitar os países, mas, importa também criar pontes entre os povos e nunca muros que impeçam uma interculturalidade que torne o mundo mais harmonioso e belo», disse o Arcebispo Primaz.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up