Vídeo: Nuno Cerqueira

No distrito de Braga foram registadas 27 quedas de árvores, maioria em Esposende (12).

Nuno Cerqueira
7 Novembro 2018

Dezenas de árvores caíram esta noite com a força do vento e chuva forte (ver fotogaleria) que se fez sentir no distrito de Braga. Só no concelho de Esposende, num curto espaço de tempo, foram 12 as que tombaram.

Segundo informações recolhidas junto dos bombeiros, vários carros sofreram danos após árvores de médio e grande porte terem atingido as viaturas.

Em Esposende, na freguesia de Belinho, uma árvore caiu, levando consigo poste da PT e um muro, acabando por parar em cima de carro que estava estacionado.

«Não houve danos humanos, apenas materiais», disse o comandante das operações de socorro do Bombeiros Voluntários de Esposende, Miguel Guerra, acrescentado ainda outro dado: «na nossa área de atuação foram 12 as árvores que tombaram».

Também em Esposende a A28 viu um árvore que tombou sobre a via condicionar o trânsito.

Já no concelho de Barcelos uma árvore atingiu um carro que passava na Estrada Nacional (EN) 103, na freguesia dos Feitos.

Segundo informação recolhida junto dos Bombeiros Voluntários de Barcelos, a via foi totalmente cortada ao trânsito, sendo que os ocupantes do carro não sofreram qualquer ferimento. Também a EN103-1, que liga Braga a Esposende foi afetada por queda de árvore, desta feita em Vila Cova.

Em Braga, na capital do distrito, a chuva provocou algumas inundações em via pública, mas foi na freguesia da Sé, nomeadamente nas Parretas, que se registou mais um árvore derrubada pelo vento e que atingiu quatro carros.

A rua José Inácio Peixoto, local da ocorrência, esteve cortada ao trânsito cerca de duas horas. Para o local foram os Bombeiros Sapadores de Braga para remover a árvore.

Segundo os Bombeiros Sapadores de Braga, também aqui não houve qualquer ferido, apenas danos materiais.

 

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]

 

 


Outros Vídeos

Scroll Up