Fotografia: Nuno Cerqueira

Projeto piloto de prevenção de incêndios do PNPG alargado a oito áreas protegidas

Prevenção de incêndios florestais.

Nuno Cerqueira
27 Out 2018

O Parque Nacional da Peneda Gerês (PNPG) viu o projeto piloto de prevenção estrutural de incêndios alargada a mais oito áreas protegida. A medida foi aprovada pelo Conselho de Ministros.

No total está em causa  um investimento de 8,5 milhões de euros nas áreas protegidas de São Mamede, Serra D’Aire e Candeeiros, Sudoeste Alentejano e Costa Vicentina, Arriba Fóssil da Costa de Caparica, Lagoas da Sancha e Santo André, Arrábida, Serra do Açor e Ria Formosa, anunciou o ministro do Ambiente, João Pedro Matos Fernandes.

Na sequência da aprovação do plano piloto para o PNPG, após os incêndios que o assolaram em 2016, o Governo decidiu replicar, com as devidas adaptações, este plano em duas áreas protegidas atingidas por fogos de 2017, o Parque Natural do Douro Internacional e o Monumento Natural das Portas de Ródão.

«O resultado que obtivemos é, de facto, excecional, a área ardida nos cinco territórios que têm projeto piloto ativo a redução de área ardida é de 98%», declarou o ministro do Ambiente, na segunda conferência realizada no âmbito do Conselho de Ministros realizado na Tapada de Mafra.

 





Notícias relacionadas


Scroll Up