Fotografia: Avelino Lima

Arquidiocese celebra padroeiro com apelo à renovação eclesial

No dia da comemoração litúrgica de São Martinho de Dume.

Alexandre Gonzaga
23 Out 2018

O Arcebispo Primaz sublinhou, ontem, na Sé Catedral de Braga, que a santidade tem que ser encarada hoje «como uma construção coletiva, onde o “eu” seja trocado pelo “nós”», para que nasçam comunidades verdadeiramente acolhedoras e missionárias.

No dia da comemoração litúrgica de São Martinho de Dume, D. Jorge Ortiga realçou que «é essencial que estas comunidades paroquiais tenham uma alma», para concretizarem uma importante renovação na Igreja.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up