Fotografia: Nuno Cerqueira

Prepara-se, vem aí o Leslie com ventos de 130 quilómetros/hora

País em alerta vermelho.

Redação / NC
13 Out 2018

O furacão Leslie deverá atingir o território continental como depressão pós-tropical, mas com ventos com “intensidades equivalentes a uma tempestade tropical”, com rajadas acima dos 130 quilómetros/hora que podem chegar a máximos históricos de 180/190 quilómetros/hora, segundo o meteorologista do IPMA Nuno Moreira.

O IPMA colocou hoje 13 distritos sob aviso vermelho, o mais grave, por previsão de vento forte, e alguns também por agitação marítima, em consequência da passagem pelo território continental do furacão Leslie.

O estado de alerta entrou em vigor às 18:00, refere a empresa numa nota de imprensa, acrescentando que a concentração de meios será feita nas “zonas onde se espera maior impacto” da tempestade.

Setúbal, Lisboa, Leiria, Coimbra, Aveiro, Porto, Braga, Viana do Castelo, Vila Real, Castelo Branco, Viseu, Guarda e Santarém são os distritos abrangidos pelo aviso.

De acordo com a Proteção Civil, o período crítico deverá acontecer entre as 23:00 de sábado e as 04:00 de domingo.

O INEM  ativou hoje a Sala de Situação Nacional para acompanhar e articular com as restantes entidades de proteção civil os efeitos da passagem do furação Leslie por Portugal.

“O INEM vai ativar a sua sala de situação nacional a partir das 16:00 decorrente do briefing que teve lugar esta manhã no centro de coordenação nacional operacional da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), onde foi emitido um conjunto de informações e a elevação para laranja do estado de alerta especial para os agentes de proteção de civil”, disse Bruno Borges, coordenador da UPEC (unidade do INEM que gere os eventos mais complexos).

O mesmo responsável adiantou que, em função do alerta laranja, o Instituto Nacional de Emergência Médica “elevou também a capacidade de monitorização e acompanhamento das ocorrências” que se possam registar no país.

“O INEM está a ativar as medidas de contingência, o que passa por acompanhar a situação a nível nacional com a ativação da sala, tal como fazemos com os incêndios”, afirmou.

A EDP Distribuição ativou hoje o estado de alerta em Portugal continental devido ao furacão Leslie, reforçando as equipas operacionais de prevenção e suspendendo os cortes de eletricidade programados.

A Associação Portuguesa de Técnicos de Segurança e Proteção Civil pediu hoje às empresas que prestam serviços públicos para que adotem comportamentos preventivos, nomeadamente através da mobilização de meios, devido à passagem do furacão.





Notícias relacionadas


Scroll Up