Fotografia: Nuno Cerqueira
Quadrilátero Urbano quer criar “andante” para facilitar mobilidade no Minho

Viajar nos transportes públicos nos 14 concelhos.

Redação
11 Out 2018

O Quadrilátero Urbano quer criar uma espécie de “andante” que permitirá viajar nos transportes públicos nos 14 concelhos que integram as comunidades intermunicipais (CIM) do Cávado e Ave, foi hoje anunciado.

O diretor executivo do Quadrilátero, Nuno Cunha, disse que o título de transporte a criar poderá ser utilizado nos transportes rodoviários e, eventualmente, nos ferroviários.

“Temos noção de que no transporte ferroviário será mais complicado, mas vamos tentar”, acrescentou.

Na sexta-feira, o Quadrilátero Urbano, formado por Guimarães, Braga, Famalicão e Barcelos, vai assinar um protocolo com as CIM do Cávado e Ave, que visa “criar sinergias” entre as diferentes autoridades de transporte do território e concluir a candidatura em curso do Quadrilátero a Sistemas de Bilhética Integrada e Sistemas de Informação em Tempo Real no âmbito da mobilidade.

A candidatura ao Portugal 2020 será entregue ainda este ano.




Notícias relacionadas


Scroll Up