Fotografia: DR

Parceria entre CIAJG e Universidade permite a valorização da cultura

Modelo colaborativo inovador em torno da formação artística alargada teve início ontem.

Redação
28 Set 2018

Parceria entre o Centro Internacional das Artes José de Guimarães (CIAJG) e a Universidade do Minho (UMinho) tem a ambição de fundar em Guimarães um modelo colaborativo e inovador para a formação artística, com a participação dos alunos que estão a frequentar o curso recém-criado de Artes Visuais, a funcionar no polo de Azurém. O Município de Guimarães abraçou desde a primeira hora este curso, ancorado na Escola de Arquitetura, e prova disso é a conversão da Garagem Avenida para acolher este curso.

«Esta cooperação permitirá a valorização do curso da Universidade do Minho, assim, como da formação desejada pelos alunos, e tudo o que diz respeito à cultura em Guimarães», salientou a vice-presidente da Câmara Municipal de Guimarães, que marcou presença na abertura do primeiro Seminário conjunto, realizado ontem, dirigindo-se aos 25 alunos que integram o novo curso de Artes Visuais.

«Através desta vertente de formação nas artes foi colmatada uma lacuna e a relação será benéfica para ambas as partes, na medida em que o CIAJG reforça o seu papel de um centro de excelência e os próprios alunos terão possibilidade do contacto com experiências, numa cidade de cultura e cosmopolita como é Guimarães», vincou Adelina Pinto.





Notícias relacionadas


Scroll Up