Fotografia: Nuno Cerqueira

A trilogia de Paulo Cunha para a coesão: “educação, ação social e mobilidade”

“Dia do Concelho” de Famalicão com atribuição dos Selos Visão’25.

Nuno Cerqueira
28 Set 2018

O presidente da Câmara de Famalicão considerou como estratégico para o território concelhio «a coesão» e até tem uma trilogia de “anéis”.

Aliás, “coesão” foi mesmo a palavra chave de Paulo Cunha ao longo de doze minutos de discurso que hoje serviu para assinalar, em Vermoim no largo da Nossa Senhora do Amparo, o183.º aniversário do “Dia do Concelho”.

Segundo ao autarca, os ingredientes para esta coesão passam pela «educação, ação social e mobilidade».

O Dia do Município serviu ainda para atribuir os Selos Famalicão Visão’25 a 11 empresas e instituições famalicenses.

[Notícia completa na edição impressa do Diário do Minho]





Notícias relacionadas


Scroll Up