Fotografia: DR

? À descoberta de “Alminhas, Nichos e Cruzeiros” de São Vicente

Domingos Alves orientou caminhadas cultural.

Redação / NC
24 Set 2018

A Junta de São Vicente, Braga, por intermédio do pelouro da Cultura, promoveu uma caminhada cultural pelas “Alminhas, Nichos e Cruzeiros” da freguesia (veja as fotos).

Orientada por Domingos Alves, os “caminhantes” tiveram a oportunidade de visitar alguns destes monumentos da freguesia, muitas vezes esquecidos pelas autoridades civis e religiosas. «Trata-se de um património de índole popular, muito enraizado nas pessoas e que o defendem e preservam como podem e sabem», lê-se na nota de imprensa.

A primeira obra a ser visitada foi a pedra tumular visigótica existente no interior da igreja de S. Vicente, como vestígio mais antigo da cristianização da península. De seguida realizaram-se passagem pelas “Alminhas de S. Vicente”, cruzeiro do “Senhor das Ânsias”, antiga fábrica “Pachancho,  “Oratório das Palhotas”, o nicho do “Sagrado Coração de Maria” no Bairro da Misericórdia e as  “Alminhas” situadas na rua do Muro dedicadas ao “S. Bentinho”.

Para Domingos Alves, promotor da iniciativa, a caminhada teve como principal objectivo «destapar o baú das recordações e avivar, ainda que de modo simples e singelo, a memória de um legado histórico/religioso que é pertença de todo e que se encontra, muitas vezes, negligenciado pelas autoridades com responsabilidades diretas na sua preservação e divulgação».

Participaram na caminhada cultural elemento do actual executivo e da Assembleia de Freguesia de S. Vicente.





Notícias relacionadas


Scroll Up