Fotografia: DR
Associações de taxistas recebidas na segunda-feira na Presidência da República

Na origem do protesto está a nova lei das plataformas eletrónicas, que entra em vigor em 01 novembro.

Lusa
20 Set 2018

As associações que representam os taxistas, que estão pelo segundo dia consecutivo em protesto contra a entrada em vigor da lei das plataformas eletrónicas, vão ser recebidas na segunda-feira no Palácio de Belém, disse hoje fonte da Presidência.

Fonte da Presidência da República disse hoje à tarde à Lusa que as associações que representam os taxistas serão recebidas na próxima segunda-feira, dia 24, no Palácio de Belém, em Lisboa.

Na segunda-feira, Marcelo Rebelo de Sousa estará em Nova Iorque para participar no debate da Assembleia-Geral das Nações Unidas.

Hoje, ao final da manhã, à saída de uma conferência internacional sobre oceanos, que decorre em Lisboa, Marcelo Rebelo de Sousa voltou a ser interrogado sobre o protesto dos taxistas contra a nova lei das plataformas eletrónicas e reiterou que a questão está “nas mãos da Assembleia da República”.

Por esse motivo, o Presidente da República considerou naturais protestos como os dos taxistas e dos enfermeiros, dizendo que “o que seria estranho” era que vários setores não se manifestassem a um mês da apresentação do Orçamento do Estado.

“A Presidência da República sempre recebeu e sempre receberá, nomeadamente os representantes sindicais dos taxistas. Mas, já tive ocasião de dizer que a questão está nas mãos da Assembleia da República”, afirmou.

O chefe de Estado disse aguardar a posição dos partidos e do Governo, depois de ter “havido manifestação de vontade de alguns grupos parlamentares reverem, repensarem ou reajustarem a lei ou de a completarem”, salientando que “a nova lei dos táxis ficou de ser completada” com a entrada em vigor da legislação sobre as plataformas eletrónicas.

Os taxistas em Lisboa, no Porto e em Faro mantém-se hoje em luta para travar a lei que regulamenta as plataformas eletrónicas de transporte de passageiros, como a Uber e a Cabify, que entra em vigor em 01 novembro.




Notícias relacionadas


Scroll Up